Eduardo Moreira

As vezes é preciso cair para alcançar o sucesso

CDL Jovem recebeu nesta quarta-feira(25), o empresário, palestrante e autor do best seller “Encantador de Vidas”, Eduardo Moreira, para ministrar uma palestra sobre o tema “Empreendedorismo e resultados” durante a reunião quinzenal do grupo, realizada na sede da CDL/BH.

 

Com 15 anos de experiência no mercado financeiro, Moreira, que é sócio fundador do Banco Brasil Plural, contou aos participantes como duas quedas o levaram a conhecer o maior domador de cavalos do mundo, o americano Monty Roberts, e um dos preparadores brasileiros de atletas mais conhecidos, Nuno Cobra. Ele contou ainda como esses profissionais o inspiraram na escrita de seu primeiro livro, intitulado “Encantadores de Vidas”.

 

Ao cair de um cavalo que havia comprado pela Internet e sem conhecimentos sobre a criação desse tipo de animal, Moreira afirma que começou a procurar métodos para domar o bicho. Foi aí que chegou a Monty Roberts e depois de muita persistência, conseguiu se inscrever em um curso ministrado pelo domador na California, nos Estados Unidos. Além de aprender as técnicas utilizadas por ele, surgiu uma amizade.

 

A segunda queda foi mais grave. Ao correr para fugir da chuva e pegar um taxi, Moreira caiu e fraturou o pé em sete pontos, o que poderia prejudicar sua locomoção para sempre. Foi quando conheceu Nuno Cobra, que o auxiliou a dar a volta por cima e se recuperar rapidamente. 

 

Moreira conseguiu extrair algo positivo desses dois acidentes. Ele começou a refletir sobre o que os dois profissionais tinham em comum e escreveu um livro sobre isso. Uma lição que ele aprendeu com Roberts é que o bem mais precioso que uma pessoa pode dar a outra é o seu tempo. “Dar o nosso tempo é dar um pedaço do que a gente realmente é. Quando você está em um lugar, pensando em outra coisa, não consegue fazer nenhuma direito. Ao fazer qualquer atividade, tem que ser por inteiro”, disse. 

 

Quase sucesso – O empresário conta que um fato que os empresários têm que lidar às vezes é o quase sucesso, que ele teve que enfrentar no lançamento de sua publicação. O livro teve boa aceitação em seu lançamento, mas depois as vendas caíram, o que foi uma grande frustração Ele tentou relançá-lo em Belo Horizonte, em uma palestra, mas o público não compareceu. 

 

Um mês depois, a situação era completamente diferente. Moreira foi condecorado pela Rainha da Inglaterra, Elizabete II, por seu trabalho como domador de cavalos sem emprego da violência e, durante a cerimônia, teve a oportunidade de ser fotografado entregando um exemplar da publicação à Rainha. A foto circulou por todo o país e as vendas de seu livro dispararam.

 

Lições – Ao longo de sua carreira, Moreira tirou algumas lições e uma delas é que você só faz bem alguma coisa na vida se você se diverte com isso. “Tem que ter brilho nos olhos, uma motivação, nem que seja dinheiro”, adverte. O empresário adotou alguns fatores motivacionais na empresa que deram certo. Primeiro ele aboliu o terno de todos os funcionários e fez algumas camisas com a logo da empresa que, no princípio, apenas os sócios usavam. Depois os melhores consultores também a ganharam, o que fez surgir em todos o desejo de merecer aquela camisa.

 

Depois, ele “gameficou” a empresa: criou um ranking entre equipes que pontuava o número de ligações de cada uma, número de captações, etc; passou a premiar a melhor equipe semanalmente; criou desafios entre equipes. “Nós criamos um jogo do dia a dia para ficar mais divertido atingir as metas planejadas, pois 90% das vendas acontecem após a sétima ligação, e muitos vendedores desistem na quinta”, diz. Dessa forma, o empresário transformou uma empresa de R$60 milhões em R$ 600 milhões dentro de um ano. 

 

 

Dálcia de Oliveira
Comunicação e Marketing CDL/BH