Fundação CDL Pró-Criança realiza teste de acuidade visual em 98 crianças e adolescentes da Vila Acaba Mundo

Projeto ver é bom demais 2015

No dia 16 de junho, a Fundação CDL Pró-Criança, em parceria com o CDL Jovem, realizou testes de acuidade visual em 98 crianças e adolescentes da Vila Acaba Mundo, no Sion. A ação, que consistiu na primeira etapa do Programa Ver é Bom Demais, foi desenvolvida na Associação Querubins.

Do total de participantes avaliados, 53 foram diagnosticados com baixa visão e serão encaminhados para médicos oftalmologistas voluntários do Programa. Em caso de necessidade, eles receberão óculos gratuitamente.

A diretora executiva da Associação Querubins, Magda Coutinho, avalia que este tipo de ação promovida por meio do Programa Ver é Bom Demais é muito importante para as crianças e adolescentes beneficiados. “É essencial termos a preocupação com a saúde e bem estar das nossas crianças e adolescentes e o trabalho da Fundação CDL Pró-Criança vem para complementar e fortalecer o trabalho desenvolvido no Querubins. Às vezes, a criança apresenta dificuldade para ler e escrever, principalmente aquelas em fase de alfabetização, e o problema não está na capacidade de aprendizado dela, mas, sim, na dificuldade que ela tem para enxergar. É essencial diagnosticar o mais rápido possível problemas de visão e oferecer o tratamento correto, para que a criança e o adolescente não sejam prejudicados na escola. Por isso, o Programa da Fundação CDL é tão importante, porque oferece a eles o tratamento até o final, até a entrega dos óculos, e contribui para que eles consigam aproveitar com plenitude essa fase da vida que é tão importante, que é a fase escolar”, ressalta Magda.

O colaborador da CDL/BH, Felipe Pimenta, corrobora a opinião de Magda e fala, ainda, sobre a emoção que sentiu ao participar da ação do Programa: “é muito emocionante e prazeroso fazer parte desta ação, ver os sorrisos das crianças vale mais do que qualquer pagamento em dinheiro. Acredito que, para os voluntários envolvidos, é uma experiência de doação; e as crianças que são beneficiadas têm um sentimento de carinho e cuidado devido à atenção que é dedicada a elas naquele momento. Agradeço pela oportunidade fazer parte dessa ação e parabenizo à Fundação CDL que, com essa ação do Ver é Bom Demais, proporciona a inclusão social de crianças e adolescentes carentes, trazendo para elas melhorias de vida e permitindo que cresçam com a mentalidade de que o bem sempre deve ser feito. É nítido que os resultados são realmente benéficos, não só para as crianças e adolescentes, mas para toda a sociedade”, ressalta Felipe.

O vice-presidente de Projetos Sociais do CDL Jovem, Rafael Guimarães, afirma que o Programa traz benefícios não apenas para os atendidos durante ação, mas, também, para aqueles que se dispuseram a participar como voluntários. “Participar de um programa como esse é realmente um privilégio. É uma ação muito importante, onde todos os envolvidos saem ganhando: as crianças e jovens que recebem a oportunidade de avaliar sua condição visual e poderão ter suas vidas transformadas, e, também, aqueles que disponibilizam seu tempo para serem voluntários. Essa participação nos traz um sentimento gratificante de integração social, de amor ao próximo e de que promover o bem só faz bem! Parabenizo a todos os envolvidos e agradeço por mais essa oportunidade”.

O diretor institucional da Fundação CDL Pró-Criança, José Maria da Cunha, concorda com o ponto de vista de Felipe e Rafael: “o que mais me chamou a atenção durante a ação do Ver é Bom Demais foi o fato de os voluntários serem bastante doadores de si mesmos. Todos estavam muito envolvidos, trabalhando com muita boa vontade e dedicação. Ações como essa dão aos voluntários a oportunidade de se envolverem com projetos sociais e ajudar às comunidades que realmente necessitam. Assim, agradeço, em nome da Fundação CDL Pró-Criança, a todos que puderam parar sua rotina diária e dedicar uma parte do seu tempo para ajudar as crianças e adolescentes. Além disso, agradeço também aos nossos patrocinadores que doam as consultas e os óculos, uma vez que, sem eles, não conseguiríamos dar continuidade às próximas etapas do Programa. É somente por meio da formação de uma rede de colaboradores, voluntários e parceiros que conseguimos realizar e dar prosseguimento aos nossos projetos sociais. Cada participante é essencial em nossos Programas e a cada um deles deixo o nosso muito obrigado.”

A Fundação CDL agradece imensamente a parceria do Dr. Icek Majer; da Clínica Neo – Núcleo de Excelência em Oftalmologia; do Núcleo de Oftalmologia Especializada e da ótica Centro Visão; e a participação dos voluntários: Arthur Costa, Elisa Vidgal, Gabriela Peixoto, Hanny Mustafá, Júlio Barbosa, Rafael Guimarães, Rafael Rocha, Renato Reis (membros da CDL Jovem); Deise Caldeiras, Felipe Pimenta, Jacquison Vieira e Josiane dos Anjos (colaboradores da CDL/BH); Maria Aparecida Ribeiro (colaboradora da Fundação CDL); Rayane Pereira (aprendiz do Programa Educação e Trabalho – PET); Maria José Barbosa, Marcos Vinícius Lima e Taciana Rodrigues (colaboradores da Associação Querubins).

Ver é Bom Demais

Criado em 2002, pelo CDL Jovem em parceria com a Fundação CDL Pró-Criança, o Ver é Bom Demais oferece assistência oftalmológica para crianças e adolescentes por meio da realização de testes de acuidade visual, encaminhamento para exames oftalmológicos e fornecimento de óculos para aqueles que precisarem. O Programa, que está em sua 12º edição, já realizou 4.105 testes visuais e 1.604 exames oftalmológicos com a entrega de 1.190 óculos.

Associação Querubins

 

A Associação Querubins é uma entidade sem fins lucrativos que tem como objetivo desenvolver e difundir a arte, a cultura e a educação entre as crianças e adolescentes, com idades entre 5 e 18 anos, residentes na Vila Acaba Mundo (bairro Sion). Atualmente, o Projeto atende a 235 crianças e adolescentes da comunidade, buscando preservá-los do risco de marginalização e profissionalizá-los por meio da Arte-Educação. As atividades são ofertadas de forma inteiramente gratuita, sendo a instituição custeada por meio de projetos de incentivo à Cultura, nos âmbitos municipal, estadual e federal, Fundos de apoio à infância e à adolescência, editais diversos e doações espontâneas.